Orgulho de Cachaça!

Está chegando o dia nacional da cachaça, oficialmente celebrado no dia 13 de setembro, em homenagem ao dia em que a cachaça foi liberada para fabricação e comercialização no país.

Para quem ainda não sabe, essa bebida nada mais é do que um destilado de cana-de-açúcar classificado como aguardente por seu elevado teor alcoólico. O processo de destilação e as denominadas aguardentes são tão antigos que ultrapassam as origens brasileiras. No entanto, a cachaça é uma iguaria de identidade nacional por ser obtida da cana, planta que teve seu cultivo expandido nas terras brasileiras após a chegada dos europeus.

Você sabia? Alguns indícios históricos apontam ainda que a cachaça já foi utilizada como moeda, imagem só!

Como chef e maranhense, eu amo a gastronomia brasileira e tudo que ela engloba. Celebrar as nossas raízes e miscigenação cultural é vital para fortalecer o país. Portanto, faço questão de falar sobre a cachaça e todas as suas possibilidades gastronômicas. Sua aplicação mais conhecida e renomada é a famosa caipirinha, drink brasileiro que conquistou pessoas do mundo inteiro. Hoje, se você viajar para um resort no exterior é provável de encontrar esse nome nos cardápios estrangeiros. O sabor não é igual ao da nossa autêntica caipirinha, é claro, mas chega perto.

No Grupo Paludo, temos a Cachaça Paludo, minha predileta. Ela é extremamente saborosa e não desce pela garganta causando queimação por ser pura, ou seja, isenta dos químicos que causam esse mal-estar no estômago. Com ela, fazemos caipirinhas premium nos sabores mais diversos: uva, lichia e morango, kiwi com manjericão, caju com abacaxi e tangerina, lima da pérsia, frutas vermelhas e muito mais! A Cachaça Paludo está disponível em todos os nossos restaurantes nas versões ouro e prata. Seu alto padrão de qualidade só é possível graças à produtora Sete Engenhos.


39 visualizações0 comentário